sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Perdoe-me Padre, porque pequei...


Não entendo esta necessidade de querer mostrar que somos “bonzinhos”...”Ah, porque temos de ir à igreja e tal...”. Mas desde quando é que rezar duas Ave-marias e mastigar um bocado de pão seco faz de nós boas pessoas?

“Oh pah, eu matei o tio Manel na quinta-feira, mas confessei-me na sexta, rezei um Pai-Nosso no sábado e comunguei no domingo. Acho que estou safo.”

Ai, tamanha estupidez!

Hoje um senhor Padre disse-me que primeiro temos de ser bons católicos e só depois é que podemos tentar ser boas pessoas. Ora, como eu sou tudo menos boa católica, uma vez que só compareço na igreja em casamentos, funerais e afins (e quase que algemada), a dita afirmação proferida pelo “meu” Pároco (chocadíssimos por não me encontrar nos seus sermões semanais) assentou-me que nem uma luva. Mais ainda, cheirou-me a acusação e atacou-me lá no fundinho.

Ai que crueldade chamarem-me de má pessoa. Pois claro, santa não sou (nem quero), mas porra, nunca matei nenhum tio Manel...até tenho uma mania estúpida de tentar confiar o mínimo nas pessoas, contrariando o que há de mais intrínseco em mim. Não, sou tudo menos santa, eu sei, mas daí a dizerem-me que eu nunca serei boa pessoa parece-me um pouco duro....para quê tanta insensibilidade, Senhor Prior? Naaahhh...padre nenhum me convence, mas de certo terão todos cunha directa para o perdão.

“Toma lá uns salpicos de água benta e já não vais para o inferno”...Oh Senhor Padre, já que essa sua água é assim tão poderosa não dá para me curar aqui este calo? Ou quem sabe, se nos concentrar-mos muito, não apareçam os números do euro-milhões no fundo da pia...não? Só dá para não ir para o Inferno? Que chatice!

“Oh Senhor Padre, ontem fui às prostitutas, mas não se preocupe que usei preservativo”
“O QUÊ? Usaste preservativo? Ai homem, que isso é pecado. Vai ali para o canto, reza 5 Pais-nosso e 10 Ave-marias, e da próxima vez que lá fores às meninas faz-me o favor de trazer de lá, no mínimo dos mínimos, uma gonorreiazita...no mínimo!”.

Enfim, filosofias da vida. Mais uma das que eu não entendo. Ah, mas isso deve ser porque eu não sou boa pessoa...é a única explicação plausível.
Mas eu já percebi, não temos mesmo de ser bonzinhos, parecer que somos chega!

Domingo vou à missa!
ALICE

Sem comentários: