sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

"Raisparta" a enfermeira que tem cada mania

Mais um dia no trabalho. Sei que já o disse, mas nunca me canso de repetir que isto de lidar com clientes é tão diferente do que lidar com doentes, utentes e afins...eis mais um maravilhoso diálogo travado entre mim e uma velhinha, com o seu belo Relmus e Voltaren (passo a publicidade), prontinhos a estriar:


- Eu hoje ainda lhe dou a injecção mas amanhã já não vai dar porque vou de férias.


- Vai de férias?


- Exactamente.


- Ai, e isso tem algum jeito, ir agora de férias?


- Oh minha senhora, eu tenho direito a ir de férias, como toda a gente.


- Está bem, mas não era agora com este tempo, em que as pessoas ficam doentes. Tire as férias no verão quando está sol. Mas agora sinceramente acho que não devia. Não tem jeito nenhum.


- Pode sempre dar a injecção noutros sítios. Tem o centro de saúde, a Cruz Vermelha ou o Hospital Particular, por exemplo. (Ai se o patrão me ouve a dizer isto, pensei.)


- Não. Quero dar aqui. Quando volta de férias?


- Para a semana.


- Então dou hoje uma e as outras quando voltar.


- Mas não está com dores?


- Eu aguento.


................................................


Das duas uma: ou a velhinha não tinha assim tantas dores e gosta de levar no rabinho só porque sim, ou então gosta mesmo de mim!!! Bem, o facto da administração de injectáveis no meu local de trabalho serem TOTALMENTE GRATUITAS, não deve ter influenciado nadinha.


E sim, a enfermeira ali não pode ir de férias. Porque sempre que vai de férias o pobre do CLIENTE, tem de pagar 4 euros por uma injecção que poderia fazer de borla. O estupor da enfermeira lembrou-se que também tem direito a férias e lá se vai orçamento familiar.


"Raisparta" a enfermagem deste País. Injecções de borla. Toca a desvalorizar cada vez mais o nosso trabalho.


Férias!


RITA


PS: Que raio tem o Relmus e o Voltaren a ver com o tempo?? No verão não há dores musculares?

Sem comentários: