quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O perigo das correntes de ar

Lá estava eu no trabalho, caixa para aqui, caixa para ali, quando o seu chefe se aproxima de mim com o ar mais sério do mundo.

Em dois segundos estabeleci o meu raciocínio e pensei:

Pronto, é agora. O homem descobriu que eu cheguei 5 minutos atrasada hoje e é desta que me despede. E pronto...é o fim!!

Acho que estava prestes a mudar de cor quando ele diz:

- Ritinha, feche essa porta que nesta farmácia basta uma corrente de ar para uma de vocês engravidar.


Eu soltei a minha gargalhada e ele mudou a expressão de séria para trapaceira e de sorriso no rosto enfiou-se no gabinete, com o orgulho de quem tinha feito um piada muito inteligente.



Com duas funcionárias grávidas e outras duas em baixa de maternidade, pudera.





RITA

Sem comentários: